A quantas andamos?

Daisypath Christmas tickers

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Os Direitos do Leitor segundo Daniel Pennac

Os Direitos Inalienáveis (1) do Leitor

1
O Direito de Não Ler
2
O Direito de Saltar Páginas
3
O Direito de Não Acabar Um Livro
4
O Direito de Reler
5
O Direito de Ler Não Importa o Quê
6
O Direito de Amar os «Heróis» dos Romances
7
O Direito de Ler Não Importa Onde
8
O Direito de Saltar de Livro em Livro
9
O Direito de Ler em Voz Alta
10
O Direito de Não Falar do Que se Leu



in Pennac, Daniel, Como um Romance, Edições Asa, 1993

Neste livro, Daniel Pennac fala de como foi levado a gostar de ler Guerra e Paz aos 13 anos: o seu irmão mais velho tinha o dom do resumo e disse-lhe«-É a história de uma rapariga que gostava de um fulano e casou com outro.»... Resumo que lhe deixou uma curiosidade terrível e que só resolveu através da leitura do grande livro, uma leitura parcial que justifica com o Direito nº 2. Fala do que leva ou não os jovens e as crianças a ler e fala de formas de os motivar. Pega em cada um destes «direitos» e analisa-os.



1. obrigatórios

Sem comentários: