A quantas andamos?

Daisypath Christmas tickers

quarta-feira, 30 de abril de 2014

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Imagens com livros


 Descobre um livro que te agrade...




sexta-feira, 25 de abril de 2014

25 de Abril - palavras de Abril

Em Abril, não faltam canções...

25 de Abril, SEMPRE!!


25 de Abril visto por...


pag7





















Vale a pena visitar o site do Centro de Documentação sobre o 25 de Abril, aqui e aqui.


quarta-feira, 23 de abril de 2014

Dia Internacional do Livro 3


Dia Internacional do Livro 2

No Dia do Livro, Fnac oferece o dowload de várias publicações.
Links: Eça de Queiroz,   João Tordo 

Dia Internacional do Livro



Hoje celebra-se o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. A data tem como objetivo reconhecer a importância e utilidade dos livros, assim como incentivar hábitos de leitura na população. Os livros são um importante meio de transmissão de cultura e informação, e elemento fundamental no processo educativo.

A UNESCO instituiu em 1995 o Dia Mundial do Livro e esta data foi escolhida por ser um dia importante para a literatura mundial; foi a 23 de abril de 1616 que faleceu Miguel de Cervantes e a 23 de abril de 1899 nasceu Vladimir Nabokov. 
O dia 23 de abril é também recordado como o dia em que nasceu e morreu o escritor inglês William Shakespeare. A data serve ainda para chamar a atenção para a importância do livro como bem cultural, essencial para o desenvolvimento da literacia!



terça-feira, 22 de abril de 2014

Dia da Terra

O olho de África, Mauritânia (Evandro Edimar)

No dia 22 de abril comemora-se o Dia da Terra. A data foi criada pelo senador norte-americano Gaylord Nelson, em 22 de abril de 1970. O principal motivo foi lembrar a todos e criar consciência para a importância da manutenção da biodiversidade do planeta, além de chamar a atenção para os problemas da contaminação e poluição.
A primeira comemoração aconteceu dois anos depois, em Estocolmo, para consciencializar os líderes mundiais sobre as questões ambientais. Em 2009, a ONU reconheceu a importância da data e estabeleceu o Dia Internacional da Mãe Terra, comemorado no dia 21 de abril.
Grupos ecologistas utilizam este dia como ocasião para avaliar os problemas do meio ambiente do planeta: a contaminação do ar, água e solos, a destruição de ecossistemas, centenas de milhares de plantas e espécies animais dizimadas e o esgotamento dos recursos não renováveis.
Utiliza-se este dia também para insistir em soluções que permitam eliminar os efeitos negativos das atividades humanas. Estas soluções incluem a reciclagem de materiais manufaturados, a preservação de recursos naturais, como o petróleo e a energia, a proibição de utilizar produtos químicos perigosos, o fim da destruição de habitats fundamentais, como as florestas tropicais, e a proteção de espécies ameaçadas. Por esta razão, é o Dia da Terra.
                      Lago Plitvice, Croácia

                    Zhangye Danxia Gansu, China

Mais imagens fantásticas do planeta Terra aquiaqui e aqui.

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Gabriel García Márquez (1927-2014)

 Ilustração: André Carrilho          
No passado dia 17, o escritor Gabriel García Márquez deixou-nos mais pobres. Para recordar, aqui fica o link de uma passagem do Nobel por Lisboa após o 25 de Abril, observando o processo revolucionário. Link do Notícias Magazine. Mais informações sobre vida e obra aqui. Recordam-se e sugerem-se alguns dos seus títulos, aconselhados a todas as idades. Desde os contos até aos romances mais longos, será difícil não se encontrar uma história que não nos prenda. Personagens fascinantes e densas, pormenoreshistóricos e sociais, realismo mágico, escrita encantatória. Os meus preferidos: O amor nos tempos de cólera, Cem anos de solidão, Contos Peregrinos, Do amor e outros demónios

domingo, 20 de abril de 2014

terça-feira, 15 de abril de 2014

Biblioteca em cabine telefónica

Lisboa: Cabine telefónica transforma-se em biblioteca

Lisboa: Cabine telefónica transforma-se em biblioteca
Em Lisboa, uma antiga cabine telefónica vai ser tranformada numa mini-biblioteca 'self-service', com o objetivo de promover a leitura e de "estreitar os laços" entre os moradores do bairro junto às avenidas de Roma e Guerra Junqueiro. 
A mesma será inaugurada no próximo dia 23 de Abril, Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, pelas 19h, e irá contar com um total de entre 50 a 60 livros, incluindo para crianças e jovens, todos eles doados por editoras, livrarias e moradores do bairro.
A ideia partiu do Movimento de Comerciantes da Avenida Guerra Junqueiro, Praça de Londres e Avenida de Roma, em parceria com a Portugal Telecom - PT. Na nova Cabine de Leitura, quem quiser levar um livro de empréstimo terá de deixar outro em troca, juntamente com os seus contactos, comprometendo-se a devolvê-lo num prazo estipulado.
"Acreditamos no civismo, e que as pessoas irão respeitar as regras. Se, no final do primeiro dia, tiverem desaparecido os livros todos, teremos de os repor", adianta Carlos Moura-Carvalho, daquele movimento.


Os objetivos da iniciativa passam por estreitar os laços comunitários, fomentar aos hábitos de leitura e promover a cidadania e o gosto pelos livros num espaço inesperado.
A localização ainda não é certa, sabendo-se apenas que deverá ficar perto da pastelaria Mexicana - recentemente declarada edifício de interesse público -, na Praça de Londres ou na Avenida Guerra Junqueiro. "Ficará perto de alguma loja, para que haja um controlo de proximidade", garante o responsável. 
O ano passado, Barcelinhos - no norte do país - recebeu um projeto semelhante (clicar para ver artigo), com uma biblioteca em forma de cabine, como forma de promoção a uma iniciativa e experiência que já se concretiza noutros países, como, por exemplo, no Reino Unido.

in «Boas Notícias», Sapo.pt

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Conhecer narrativas para jovens: Os cinco



Estes livros são conhecidos por gerações. Hoje em dia, apesar do muito que existe disponível no mercado para crianças e jovens (que até torna a 

escolha difícil), esta coleção foi publicada e recebe as atenções de quem não vive propriamente aventuras em libredade e é mais provável que passe os dias em casa à frente do PC ou a explorar os campos e empiqueniques na praia. Então, qual será o segredo desta coleção? Saibam mais aqui!
Para além desta série, são feitas referências aos livros de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada (coleção «Uma Aventura»), sobre Gerónimo Stillton, o rato detetive/repórter (para os mais novos) e mais alguns clássicos de sempre.


Uma sugestão com mais imagens aqui